Pois as vezes temos uma boa ideia de negócio e sabemos como desenvolver aquele produto de um jeito especial. Ou temos ideias únicas para um serviço que parece espetacular. Mas será que já existe algo parecido sendo comercializado? Ou quais são os primeiros passos para tirar essa ideia do papel? Ou ainda, como calcular o preço e o custo para tornar esse projeto real. E mais, este valor de preço é um valor aceitável no mercado?


Assim, é preciso criar um plano para a execução do seu negócio, mesmo que seja algo que você já fez/faz em seu país de origem. (Existem vantagens em fazer um plano de negócios mesmo para empresas já estabelecidas há muito tempo, mas isto é conversa para outro artigo).

Então, perguntamos:  Você sabe como planejar um negócio?

Além de muitas outras questões que já levantamos, vamos destacar dois pontos que são muito importantes a serem considerados, e que nem sempre recebem a atenção devida,  que é a análise de mercado e as questões tributárias / fiscais.

Europa – Um Mercado velho

O mercado europeu (e o português por inerência) está muito explorado. A concorrência é muitíssimo elevada, e as grandes empresas têm grandes vantagens. De uma maneira geral, o português é pouco dado a amadorismo, e isso faz com sejam desconfiados de novas colaborações. Ser e parecer profissional é essencial, seja no trato, na atitude e na forma de trabalhar. Contudo, há muito amadorismo, mas quem trabalha no amadorismo dificilmente vence. Não é necessário falar como um português fala, apenas seja você mesmo! Mas seja profissional e comunique-se bem para demonstrar que apesar das diferenças culturais, existe valor em sua entrega.

As questões tributárias e fiscais são bem mais fáceis de compreender

Agora falando especificamente de Portugal. A carga tributária pode ser considerada alta mas é simplificada e de fácil compreensão. É muito mais fácil para planejar a operação da empresa, mesmo com a realização de negócios intracomunitários na EU. Na imagem abaixo, conseguimos ter uma noção de como funciona a tributação aqui em Portugal:

O IVA é o único imposto a incidir sobre as operações comerciais (com exceção de carros novos). A quantidade de alíquotas é limitada, atualmente há 3 faixas: 6%, 13% e 23%, sendo que a maior parte das transações ocorre na faixa dos 23%. Seja comprando ou vendendo há sempre o recolhimento do IVA. Porém há uma excelente vantagem neste imposto: ele vai e volta pro empresário, ou seja, todo valor pago em IVA (compras e aquisições de serviços) é abatido do valor a pagar do IVA recebido (vendas feitas a terceiros). (Para mais informações sobre IVA, acompanhe nossos artigos. Em breve teremos uma série de textos com explicações contábeis descomplicados e de fácil compreensão).

Sendo assim, é muito mais simples planejar a operação da empresa já que não há ISS, PIS, Cofins, ICMS variável e toda a complicação existente, por exemplo no Brasil.

Tem uma boa ideia ou o sonho de empreender em Portugal e precisa de ajuda para tirar do papel? Entre em contato conosco e veja como podemos ajuda-lo! Clique aqui e saiba mais.

Leave a Reply

Share via
Copy link
Powered by Social Snap